Top 12 pontos turísticos do Marrocos

Ah, o Marrocos! Ao norte a África e próximo da Europa, é um país de comida temperada e de muitas línguas (árabe, francês, berbere e até espanhol). Prepare-se para conhecer muitos centros históricos, entrar em medinas, mercados locais, cidades imperiais e muito mais. Neste post você vai conhecer os Top 12 pontos turísticos do Marrocos!

#12 – Vale do Draa e Kasbah des Caids

Top 12 pontos turísticos do Marrocos, posição 12. Entre Agdz e Zagora, está o Vale do Draa, no deserto do Saara. Esse vale possui um dos mais belos cenários do Marrocos. O rio Draa vem descendo na montanha Alto Draa, formando um canal ao longo dos desfiladeiros de Jebel Sarhro. Graças à água, é possível a existência de belos oásis com milhares de palmeiras, fazendo, assim, umbelo contraste entre o deserto e o verde. É uma oportunidade para experimentar as tâmaras, famosas na região, e muito deliciosas. Dentre os outros lugares que merecem destaque além do rio e do palmeiral, estão as Dunas de Tinfou, o Museu de Artes e Tradições do Vale, o Bairro Amezrou, Kasbah Tamnougalt e Kasbah des Caids.

A cidadela Kasbah de Caids fica na pequena vila de Tamnougalt, e foi construída de pedras e lama, basicamente, no século XVI. Sua localização era estratégica para a rota das especiarias, que seguia até Marraquexe. Ela se tornou um destino popular entre turistas e inclusive virou set de filmagem para filmes de Hollywood. Atualmente, Kasbah des Caids funciona como um museu. Caso você faça visitas noturnas, pode aproveitar eventos locais de música.

#11 – Essaouira

Top 12 pontos turísticos do Marrocos, posição 11. Se você gosta de sentir a brisa do mar e de um ambiente tranquilo, ou até mesmo de esportes radicais, não pode deixar de conhecer Essaouira, a cidade do vento que entrou para a lista da UNESCO como patrimônio mundial. Essa cidade de 70 mil habitantes é cercada por mulharas possui e um centro histórico, mercados de peixes, várias escolas de windsurf e ótimos restaurantes com frutos do mar frescos e deliciosos.

Historicamente, os portugueses tentaram dominar a cidade e em 1506 construíram ali um forte, mas não duraram muito, pois foram atacados por berberes e depois ocupada por marroquinos.

#10 – Kasbah des Oudaias

Top 12 pontos turísticos do Marrocos, posição 10. Essa fortaleza, em Rabat, foi fundada em 1150 pelos mouros, antes destes serem expulsos pelos espanhóis. É um dos locais mais simbólicos e significativos do Marrocos e fica há algumas milhas do centro da cidade, fazendo com que seja menos procurada por turistas e seja muito calmo entre as suas paredes. Suas paredes são pintadas de azul indigo e branco, com mãos de Fátima em todas as portas para afastar as más energias.

É uma oportunidade para também vistar Rabat, que está apenas há 45 de trem de Casablanca. É uma cidade calma e de ruas limpas, e mais barata que Fez ou Meknes. Aproveite para visitar Chella, um sítio arqueológico onde estão as ruínas de uma cidade romana e uma necrópole medieval.

#9 – Desfiladeiro Dades

Top 12 pontos turísticos do Marrocos, posição 9. Amantes da natureza e de trilhas não devem perder a oportunidade de visitar o desfiladeiro Dades, que promete uma visão incrível do Alto Atlas ao fundo, com seus picos de neve, e é uma forma de relaxar das visitas às cidades. O vale está localizado ao norte de Boumalne-Dades e estende-se por cerca de impressionantes 100km até às Gargantas do Todra. Opercurso ficou conhecido como “a rota das mil Kasbah”, pois sãos muitas as fortalezas que se encontram nesta extensão. O vale é bem avermelhado e árido, e cortado pelo Rio Dades, que ao passar por lá é responsável pela vida de várias árvores, como macieiras e amendoeiras. Aproveite para conhecer as aldeias, que ficam próximas onde há vegetação, nas margens do rio.

#8 – Bab Mansour, em Meknes

Top 12 pontos turísticos do Marrocos, posição 8. Meknes é uma cidade imperial marroquina fundada no século X e considerada Patrimônio Mundial da Humanidade pela UNESCO; ela fica a apenas 30km de Volubilis, o que é bastanta conveniente para fazer ambos os passeios no mesmo dia, e a 70km de Fez. A cidade foi transformada em capital pelo sultão Moulay Ismail no século XVII e ele mandou construir uma grande muralhade 40km  em torno dela. O sultão não economizou em sua nova capital, e ali foram construídos monumentos grandiosos, palácios e mesquitas, muito graças ao dinheiro confiscado de marinheiros cristãos capturados no mar nas expedições militares organizadas contra os turco otomanos e cristãos, em sua maioria portugueses. A beleza de Meknes era tanta que até os franceses durante a sua invasão a apelidaram de “a Versailles do Marrocos”.

Dentre as atrações turísticas de Meknes, as que merecem destaque são o portão Bab Mansour, construído no século XVIII, e que é considerado um dos mais bonitos do mundo, tão bonito que só pode ser admirado, não é para atravessá-lo; o Palácio Real de Meknes, também chamado de Dar el Makhzen, com belos jardins e rodeado por 2km de corredores e duas enormes muralhas; a mesquita Al Masjid al Adam, que é a maior da cidade; o Museu de Artes Marroquinas Dar Jamai, que fica logo atrás da Place Hedim, a principal praça da cidade, onde estão comidas de rua e exposições. Outro ponto imperdível é o Mausoléu de Moulay Ismail, com vários detalhes luxuosos, mas não-muçulmanos não podem se aproximar da tumba do sultão.

#7 – As ruínas de Volubilis

Top 12 pontos turísticos do Marrocos, posição 7. Uma vez município do Imperio Romano, Volubilis foi uma cidade de pequeno porte, mas uma das mais ricas de seu porte, e prosperou, graças ao seu terreno fértil; a produção de azeite tinha grande importânica. No seu apogeu, teve até 200 mil habitantes e sua população era majoritamente composta por berberes romanizados.

Por conta de todas as suas riquezas e fidelidade à Roma, Volubilis foi transformada em centro administrativo da província romana da Mauritânia Tingitana, e a cidade tinha suas manões, Arco do Triunfo, templos dedicados a deuses, etc. Os romanos perderam o controle da cidade para os berberes e a cidade foi abandonada no século XI, mas ainda assim permaneceu intacta até o terremoto de 1755. Apenas com a invasão francesa, no século XIX, é que seus monumentos históricos haveriam de ser restaurados.

Ao andar por Volubilis, você consegue ter uma ideia clara de como deve ter sido a vida na cidade. Entre as suas principais atrações, você terá uma visão da Basílica, mansões, o Capitólio, Arco do Triunfo, fontes e uma parte do arqueduto. Vale a pena fazer o passeio com um guia, para entender mais profundamente a interessante história desse lugar. Ao reservar um dos nossos pacotes para o Marrocos, você já conta com um e não precisa se preocupar.

#6 – Chefchaouen, a cidade azul

Top 12 pontos turísticos do Marrocos, posição 6. Hoje em dia, as principais cidades do mundo são majoritariamente cinzas, como se essa fosse a cor da modernidade. Por isso, é tão bonito e revigorante quando vemos um lugar colorido e cheio de personalidade. Pois é o que te espera em Chefchaouen, uma cidade onde as paredes das casas foram todas pintadas de azul, dando um ar charmoso por onde se passa. Apesar de atrair a curiosidade de turistas, é ainda uma cidade bem tranquila, o que torna uma simples caminhada algo muito convidativo. Andar pela medina  do século XV de Chefchaouen significa um cartão-postal a cada esquina; lá você vai encontrar a Praça Uta El-Hamman, um ambiente arborizado e cheio de restaurantes.

Na própria praça, você pode observar a Grande Mesquita (visitas não são permitidas a não-muçulmanos) e visitar o Museu Kasbah, que possui vários artefatos históricos e cuja arquitetura é belíssima. Outros pontos de interesse: Mesquita Espanhola e Montanhas Rife, que oferecem uma vista fantástica e recomendado no pôr do sol.

#5 – Acampar no deserto do Saara

Top 12 pontos turísticos do Marrocos, posição 5. Ir ao Marrocos significa conhecer o deserto do Saara, e possivelmente essa será uma experiência inesquecível. Nada como sentir a imensidão do deserto, de seu silêncio e se ver rodeado pela fina areia de horizonte sem fim. As dunas de Merzouga, ou Erg Chebbi, são o lugar ideal e possuem uma coloração de um laranja forte. Elas podem chegar até a 150 metros de altura! Uau! A melhor forma de chegar até lá é em uma cabine 4×4, que já está incluída nos nossos pacotes.

Um passeio no deserto oferece muito, pois você pode fazer um passeio de camelo ou a cavalo, surfar nas dunas e, ao cair da noite, aproveitar um delicioso jantar servido em volta de uma fogueira e sob a luz das estrelas, e se divertir com um show de música e dança local. Quando o sono bater, você pode dirigir-se à sua tenda, no melhor estilo árabe. Ao acordar, abrir a porta (nesse caso, o tapete que se faz de porta) e dar de frente com o Saara para admirar o belo nascer do sol. É ou não é maravilhoso? Ah, leve um agasalho, pois as temperaturas durante a noite podem cair consideravelmente.

#4 – Tânger

Top 12 pontos turísticos do Marrocos, posição 4. Tânger está situada no Estreito de Gibraltar e é considerada a mais europeia das cidades marroquinas, servindo de inspiração literária para O Céu que nos protege, de Paul Bowles, e Almoço Nu, de William Burroughs. Devido à sua posição geográfica, a cidade sempre foi objeto de desejo e passou várias vezes por mãos europeias e africanas e vice-versa, fazendo com ela se tornasse um misto de cultura. Dessa forma, ela segue com raízes marroquinas com toque europeus onde muitos de seus habitantes falam espanhol. Muitos nomes notáveis se apaixonaram por Tânger; entre alguns nomes estão Eugène Delacroix, Oscar Wilde e Henri Matisse, que frequentaram cafés que ainda existem e que fazem parte da boemia da cidade, como o Gran Café de Paris e Café Fuentes.

A famosa Librairie dês Colonnes também recebeu influentes como Samuel Beckett, Truman Capote e Tennessee Williams, para citar alguns. É indispensável um passeio à Kasbah, a antiga fortaleza ecoração da cidade. Na mesma praça está o palácio do sultão Dar EL Mekhzen, que se dedica às artes marroquinas. Outros pontos de interesse: Palácio Dar Chofra, Igreja de Saint Andrews, Museu do Legado Americano, Túmulo de Ibn Battouta e Grutas de Hércules. Não deixe de aproveitar a vista panorâmica de Tânger ao caminhar até o final do Boulevard Paster, a principal alameda da cidade.

#3 – Fez el Bali

Top 12 pontos turísticos do Marrocos, posição 3. Fez é uma das cidades que prometem roubar o seu coração, mas de um jeito mais bruto. A cidade possui uma medina caótica e um ar de velho mundo. Ela está localizada a nordeste do país e é uma das suas quatro cidade imperiais. Uma visita a Fez pede que você conheça Chouara Tannery, o maior curtume da cidade, localizado em Fez em Bali, desde o século XI. Prepare-se para o cheiro, que não é nada agradável. Até mesmo por conta disso, tentou-se transferir a atividade para fora da cidade, mas como Chouara Tannery continua sendo uma forte atração turística, a ideia nunca concretizou. O processo não se modernizou em nada ao longo dos séculos, e muitos turistas ainda se sentem curiosos para ver de perto como funciona o processo de tingimento do couro e tirar fotos das famosas bacias coloridas do alto. Para ir em Fez el Bali, você precisa de um guia consigo. Ao adquirir um de nossos pacotes para o Marrocos, você não se preocupa com isso, pois temos os mais experientes guias à sua disposição.

#2 – Um passeio em Casablanca

Top 12 pontos turísticos do Marrocos, posição 2. São muitos os lugares indispensáveis de se falar quando o assunto é Marrocos, mas Casablanca é ainda mais especial. Capital econômica do país, ela encanta por sua arquitetura clássica e também moderna. Mas não seja ingênuo de pensar que a cidade é romântica como no filme de mesmo nome, de 1940, pois Casablanca possui 4 milhões de habitantes e é o centro industrial e financeiro do país.

Você precisa ter a experiência de simplesmente andar cidade, como pela praça Mohammed V e na praça das Nações Unidas, onde estão as construções mais imponentes. A Antiga Medina irá proporcionar uma visão dos mercados mais tradicionais, e mesmo que você não queira ir às compras, é um passeio que vale a pena para sentir o aroma das comidas, ver produtos locais e como as pessoas vivem. Outra oportunidade similar está ao visitar o mercado central.

A Mesquita Hassan II é o principal monumento de Casablanca e a segunda maior do mundo em espaço (Meca é a primeira); seu chão foi coberto de azuleijos artesanais e do teto pendem enormes lustres. Para finalizar, é muito prazeroso caminhar pelo calçadão, onde há praias exclusivas, bares e clubes.

#1 – Djemaa el Fna

Top 12 pontos turísticos do Marrocos, posição 1. “Você já tá pra lá de Marraquexe”, cantou Caetano Veloso, e nenhum lugar vai concordar tanto com isso quanto Djemaa el Fna, a principal atração da cidade. Essa medina é o centro de vida pública da cidade, onde tudo acontece. Lá, não existe diferença social, credo ou religião. Durante o dia, é possível ver os fascinantes encantadores de cobras em ação e pessoas caminhando. Mas é durante a noite que a praça vira o fervo e se o placo de uma cultura rica, com músicos, adivinhos, contadores de história e vários vendedores dos mais diversos produtos, de incensos a comida.

Djemaa el Fna é um lugar único e maravilhoso justamente por conseguir aglomerar tantas pessoas diferentes em um mesmo lugar, e por isso não é de se admirar que tenha virado Patrimônio Imaterial e Oral pela Unesco.

 

*****

Gostou das nossas dicas de atrações turísticas do Marrocos? Esse é um país fascinante e cheio de história, esperando você para vivenciá-lo! Faltou algum ponto? Você gostaria de incluir algo em especial no seu pacote? Entre em contato conosco! Um de nossos representantes irá tirar todas as suas dúvidas e auxiliá-lo. Não espere muito! Garanta a sua viagem ao Marrocos!

Top 9 pacotes para Marrocos