Templo de Philae

O Templo de Philae, dedicado à deusa Ísis, é sem dúvidas um dos mais memoráveis templos do Egito, e o Show de Luzes e Sons fazem dele ainda mais especial e bonito. Ele também é conhecido como Templo de Ísis, e quase sempre está incluído nos nossos cruzeiros pelo Rio Nilo.

O Templo de Philae

O Templo de Philae, dedicado à deusa Ísis

Um templo patrimônio da humanidade

Ao chegar no templo, você será avisado que se encontra em Philae, mas a história não é bem essa. Bem, você até pode se encontrar frente a frente com o Templo Philae, mas atualmente as duas ilhas conhecidas como Philae estão submersas nas águas do lago Nasser, como consequência da construção da barragem de Assuã.

Quando a barragem foi construída, as águas do Nilo subiram, inundando assim a ilha onde estava o templo. Sabendo que isso implicaria a perda do templo, um projeto ousado do governo egípcio em parceria com a UNESCO salvou esse lugar histórico, literalmente movendo o templo inteiro para um local mais alto, próximo à ilha Agilkia. O mesmo foi feito com os Templos de Abu Simbel. É ou não é incrível? É fascinante pensar que toneladas de pedra foram movidas e depois recolocadas no mesmo lugar! Só esse esforço por si só já merece uma visita.

Templo de Philae: Um pouco de história

O Templo de Philae foi finalizado em torno de 690 a.C. e é considerado por muitos como o último construído no clássico estilo egípcio. Ele é um dos muitos templos ao redor do Egito construídos para a adoração da deusa Ísis. No início, ele foi considerado um dos templos mais sagrados de todos, tanto por egípcios quanto por núbios. E quem são os núbios? Bem, os núbios são um povo muito antigo que criou um reino importante na área que hoje é o sul do Egito até o Sudão, servindo de ponte de comércio entre o Egito e o restante do continente africano. Os núbios e os egípcios tinham períodos de paz e de guerra, e nem sempre concordavam com tudo, mas assim os núbios viveram por milênios. Só que com a construção da barragem de Assuã, eles precisaram realocar suas vilas, e é por isso que se você estiver em Assuã, precisa visitá-las; são um lugar cheio de cores vivas e casas belíssimas. Aproveite para comprar xales e outros produtos confeccionados por eles.

Por dividirem então a região, os núbios também sofriam forte influência da religião egípcia. Dizia a lenda que o deus Osíris, invejado por seu irmão Set, foi assassinado. Set então jogou o caixão no Nilo, mas Ísis, a outra irmã e esposa de Osíris, procurou desesperadamente pelo corpo do marido. Ao saber disso, Set decisiu cortar o corpo de Osíris em 14 pedaços. Ísis, porém, não desistiu, e conseguiu reunir todas as partes, exceto pelo pênis, que havia sido comido por um peixe. Para substituí-lo, ela fez um pênis de uma planta e mumificou Osíris (daí a tradição), e escondeu/ enterrou o corpo do amado na ilha de Philae. Toda a história é contada nas paredes do templo.

Núbios e egípcios acreditavam que ninguém além de sacerdotes podia pisar lá, e contavam que nem mesmo os pássaros sobrevoavam a área, assim como peixes e outros animais aquáticos também não se aproximavam da ilha.

Por conta da localização afastada da ilha, o templo de Philae foi um dos últimos destruídos pelos cristãos. Quando os gregos conquistaram o Egito, eles não se incomodaram em mexer com as religiões daquele povo; ao contrário, até incorporaram alguns de seus deuses e o representaram de forma grega. Mas com a invasão do império romano, as coisas mudaram, e templos como o de Ísis foram considerados pagãos. Nas paredes é possível ver as tentativas de destruição, apagando inscrições e rostos.

Visitando o Templo de Philae depois do pôr-do-sol

Enquanto que muitos visitantes passam pelo templo durante o dia, muitos também escolhem uma visita noturna para ver o Show de Luzes e Som, uma experiência mágica; as luzes do templo e de outras edificações na ilha refletem na água enquanto atores experientes contracenam nos papéis de Ísis e Osíris. Show semelhante acontece nas Pirâmides de Gizé e nos templos de Karnak e Luxor, mas há quem diga que o do Templo de Philae é o mais bonito.

Muitas pacotes de turismo incluem transporte, lanches, um guia de turismo e até mesmo translado de e para o hotel. Essa é frequentemenete a melhor maneira de assistir ao show sem ter que se preocupar com os arranjos da viagem ou transporte da costa à ilha; isso porque, caso contrário, a outra opção significa ter que negociar com taxistas, o que nem sempre é muito prazeroso, mais o barco.

Uma dica importante é que as temperaturas nessa área podem cair rapidamente durante a noite, então leve um agasalho consigo. Fora isso, não perca a chance de visitar o Templo de Philae e aprender sobre o seu passado fascinante.

A visita ao Templo de Philae está incluída em praticamente todos os nossos cruzeiros pelo Rio Nilo, independentemente se o cruzeiro começa por Luxor ou Assuã, mas visitantes devem se atentar à adquirir o ingresso para o Show de Luzes e Som, caso queiram vê-lo, pois o mesmo não está incluído no pacote.

Top 9 pacotes para o Egito