Pirâmides de Gizé

Quem nunca ouviu falar das famosas Pirâmides de Gizé? Muitas vezes conhecidas como as Pirâmides do Egito? Elas estão na lista das sete maravilhas do mundo antigo e são as únicas que ainda existem para contar história. Por isso, todos os anos as pirâmides recebem a visita de milhares de turistas que querem conferir de perto se elas são mesmo tudo o que falam – já adiantamos que sim, elas são.

The Great Sphinx and the Great Pyramid, Giza Plateau in Cairo.

Apesar de se ter a impressão de que as pirâmides estão no meio do deserto, elas estão muito próximas ao centro do Cairo, a apenas 25 killometros de distância. É impressionante ver como a cidade não apenas cresceu em torno do Rio Nilo, mas também acabou por englobar a necrópole de Gizé.

Com certeza as Pirâmides de Gizé irão ser a sua primeira parada no Egito, e com toda a sinceridade, esse lugar é mágico e não existe outro lugar (ou muito poucos) que pode ser comparado a essa maravilha do mundo antigo; mesmo para muitos estrangeiros que moram no país há anos (incluindo brasileiros), cada visita parece ser a primeira. Seja bem-vindo a esse sítio arqueológico que fascina e prepare-se para ficar de queixo caído.

O sítio arqueológico das Pirâmides de Gizé

A necrópole de Gizé é um complexo que possui três pirâmides, a Esfinge, a vila dos trabalhadores, uma área industrial e vários cemitérios. Há uma quantidade de pirâmides menores também.

A pirâmide de Quéops é a maior de todas elas e a mais antiga; ela é conhecida como a Grande Pirâmide e é a única das sete maravilhas do mundo ainda existente. Após, temos as pirâmides de Quéfren, que é a do meio, e a de Miquerinos, que é a menor. Você vai conhecer um pouco mais sobre essas três pirâmides abaixo, mas antes, uma curiosidade: você sabia que apesar da pirâmide de Quéops ser a maior, tanto Quéfren quanto Miquerinos poderiam ter construído suas pirâmides ainda maiores que a primeira? Então, por que não o fizeram? Simplesmente por uma questão de respeito ao faraó antecessor. Ah, alguns valores nunca saem de moda, não é mesmo?

A Pirâmide de Quéops

Cheops (Khufu) Pyramid

Pirâmide de Quéops

Essa pirâmide fascinante foi feita com cerca de dois milhões de blocos de pedra que foram transportadas de diversos lugares, sendo o calcário transportado de Assuã, que fica a 800 kilometros ao sul do Egito. Ao contrário do que se pensou por muito tempo, a construção da pirâmide não foi feita através de trabalho escravo, mas por meio de trabalhadores assalariados e qualificados. Acredita-se que ela tenha levado duas décadas para ficar pronta e envolvido o trabalho de cerca de 100.000 homens.

A pirâmide de Quéops foi construída para ser o túmulo do faraó Quéops (também conhecido como Khufru), que governou o Egito entre 2.551 a.C a 2.528 a.C.. Após terminada, a pirâmide teria sido revestida com blocos de pedra calcária, formando uma superfície lisa. Ainda é possível ver um pouco dessa superfície no topo da pirâmide. Muito dela sofreu a ação do tempo, como corrosão, e um terremoto que prejudicou a estrutura em 1303. Mas a pirâmide também sofreu a ação do homem: em 1356 algumas das pedras exteriores foram retiradas por ordem de um sultão para serem usadas na construção de mesquitas e fortes no Cairo medieval. Já no século XIX, muitas outras foram retiradas para serem reutilizadas para construir a parte superior da mesquita de Mohamed Ali, na Cidadela, outro ponto turístico no Cairo.

O interior da pirâmide é composto pela câmara do rei, câmara da rainha, a grande galeria, e em 2017 foi descoberto um espaço vazio que ainda não se sabe a função. Bem, considerando que essa última  descoberta é recente, nunca se sabe o que ainda poderá vir! Atualmente, visitantes podem entrar na grande pirâmide. Prepare-se para uma subida bem vertical! Na verdade, os turistas usam a entrada criada por volta de 820 conhecida como túnel dos ladrões.

Pirâmide de Quéfren

Khafre (Chephren) Pyramid

Pirâmide de Quéfren

Vista de longe, a pirâmide de Quéfren, que está no meio, parece ser a maior das três, mas isso é apenas uma ilusão causada pelo fato da pirâmide ter sido construída numa parte do terreno que é um pouco mais elevada; ela na verdade tem 143 metros. As paredes também causam essam ilusão, mas na realidade ela é menor em altura e volume se comparada à Pirâmide de Quéops. Muitas estátuas do faraó Quéfren foram descobertas no templo do vale durante escavações realizadas em 1860 e 1909.

E quem foi o faraó Quéfren? Quéfren era filho de Quéops e reinou de 2520 a.C a 2494 a.C..Durante a sua visita, você poderá aproveitar para também explorar o interior dessa pirâmide, que ficou dois anos fechada para restauração; a reabertura aconteceu em novembro de 2018.

Pirâmide de Miquerinos

Menkaure (Mycerinus) Pyramid and Queens Pyramids

Pirâmide de Miquerinos e pirâmides das rainhas

O faraó Miquerinos era filho de Quéfren, neto de Quéops. Ele, assim como seu antecessor, ordenou a construção de uma pirâmide. Infelizmente, o faraó morreu antes da finalização da mesma, e por isso o monumento não foi tão bem acabado como as duas pirâmides anteriores; apenas dezesseis filas foram revestidas com granito, no resto foram usados tijolos.

A pirâmide de Miquerinos é a menor de todas, com 62 metros de altura e uma base de 109 metros. Ainda que menos majestosa em tamanho se comparada com suas irmãs, ela não é menos importante e faz toda a diferença para esse visual deslumbrante que é a vista para as grandes Pirâmides de Gizé.

A Grande Esfinge

“Decifra-me ou te devoro”. Qual será o grande enigma que a esfinge te pedirá para desvendar?

Brincadeiras à parte, além de conhecer as Pirâmides de Gizé, no mesmo sítio arqueológico você terá a oportunidade de ficar frente a frente com a enigmática esfinge. Diferentemente das pirâmides, que foram construídas com o uso de milhares de pedras, a esfinge foi esculpida de uma única pedra calcária. Sua idade também é enigmática, mas acredita-se que ela tenha sido completada por volta de 2500 b. C..

Muitos historiadores acreditam que a esfinge tenha sido construída pelo faraó Quéfren, e que o rosto da esfinge seja na verdade o seu rosto. Não há certeza quanto a isso, mas há a certeza de que a esfinge, que possui corpo de leão e a cabeça de um homem, é reconhecida muldialmente e associada ao Antigo Egito.

O que mais ver no complexo arqueológico

É claro que as Pirâmides de Gizé e a esfinge são os maiores interesses do público, mas alguns outros pontos no mesmo sítio arqueológico podem merecer a sua atenção. Veja abaixo:

O Museu do Barco Solar

O Museu do Barco Solar exibe o reconstruído barco solar, um barco de madeira que foi usado para transportar o faraó até a sua pirâmide/ câmara mortuária. O barco foi encontrado em pedaços durante uma escavação e levou quatorze anos para a sua reconstrução. A entrada para o museu não é gratuita e não está incluída no ingresso dos tours pelas pirâmides. De qualquer forma, nós oferecemos pacotes que podem ser customizados para incluir a entrada no museu.

Show de Luzes e Sons

A “Voz da Esfinge” conta aos visitantes a história do planalto de Gizé e sua importância na história do Egito Antigo enquanto um lazer projeta cenas históricas em um dos lados da grande pirâmide. O Show de Luzes e Sons é uma experiência incrível e altamente recomendada.

Dicas e segurança

Muitas pessoas perguntam sobre o quão seguro é o Egito. O país é estremamente seguro para turistas, e em 2018 foi considerado mais seguro que os Estados Unidos e o Reino Unido segundo uma pesquisa. Em relação às pirâmides, a segurança não seria diferente.

De qualquer forma, as Pirâmides de Gizé são a atração mais visitada em todo Egito, atraindo milhares de pessoas todo ano, e como em qualquer outro ponto turístico, precauções básicas são necessárias. Para a sua própria segurança, não carregue consigo mais dinheiro do que você precisa, e se estiver acompanhado por um guia, sempre escute as suas instruções. Todos os nosso guias são experientes e licenciados.

Por último, vale sempre lembrar que as pirâmides estão disponíveis para que você as explore, mas apenas o interior. Sob hipótese nenhuma tente escalar esses monumentos; não apenas é proibido pela lei egípcia como é também perigoso. Apesar de um aviso óbvio, vale sempre lembrar, já que de tempos em tempos surgem aventureiros que tentam a façanha.

Ver as Pirâmides de Gizé em cartões-postais, livros ou pela televisão é uma coisa, mas vê-las e explorá-las ao vivo e a cores é algo que palavras faltam para descrever. Confira agora todos os nossos pacotes para o Egito e prepare-se para conhecer essa maravilha do mundo antigo que são as Pirâmides de Gizé!

Viagens para o Egito