Viagem ao Egito Antigo

Vamos fazer uma viagem ao Egito Antigo? O Egito é um país que oferece diversas possibilidades, e muitos visitantes ficam surpresos ao descobrir que podem encontrar de desertos a praias belíssimas no país. Ainda assim, o Egito é indubitavelmente famoso por seu passado glorioso, pelas pirâmides que são as únicas maravilhas do mundo antigo ainda existentes, pelos templos e faraós que marcaram história. Portanto, façamos uma viagem ao Egito Antigo nesse artigo para que você tenha uma melhor ideia do que te aguarda se este é o tipo de experiência que você quer focar. Adiantamos que você não vai se decepcionar!

Um pouco de base…

O Egito Antigo é dividido em dois períodos: o pré-dinástico e o dinástico, sendo o dinástico o período dos faraós, e dividido em outras três partes: Antigo, Médio e Novo Império. Durante o período pré-dinástico, vários povos se reuniram em torno do Nilo, crucial para a sobrevivência da comunidade, e fundaram dois estados: o Alto Egito (que na verdade fica em baixo; é o sul do Egito atual) e o Baixo Egito (próximo ao delta do Nilo, portanto, ao norte). Esses dois reinos foram finalmente unificados por Ménes, tornando-se o primeiro faraó egípcio, e dando início à era dinástica.

No início houve muita tensão, porque conforme o faraó ía conquistando diversos poderes, os proprietários de terra não íam gostando nada disso, e o faraó terminou enfraquecido. O faraó viria finalmente reconquistar e estabelecer seu poder político durante o Império Médio e assim o Egito começou a prosperar. Algo crucial era a crença religiosa da população: os antigos egípcios acreditavam em diversos deuses, e o faraó era ninguém menos, mas um próprio deus. Acreditava-se que a vida após a morte existia, e assim era muito importante cuidar de todos os preparativos para a vida da faraó no outro mundo, daí as tumbas e pirâmides com seus pertences.

Viagem ao Egito Antigo: As Pirâmides de Gizé

Comecemos a viagem ao Egito Antigo cerca de 2580 a.C.,no Antigo Império, quando a pirâmide de Khufu foi construída, também conhecida como a grande pirâmide de Gizé. Depois delas, mais duas vieram, as pirâmides de Quéops e Miquerinos. Ao visitar esse sítio arqueológico, prepare-se para ver algo realmente impressionante. As pirâmides de Gizé são muito mais do que fotos podem jamais mostrar, assim como a misteriosa Esfinge, que por milênios ficou boa parte encoberta. O faraó Tutemés IV viria a tentar desenterrá-la, sem sucesso, porém. Bonaparte também. Foi só no século XX que finalmente pudemos ver o resto da esfinge. Ao visitar o Egito para a sua viagem ao Egito Antigo, você com certeza precisa visitar as pirâmides mais famosas do mundo.

Templos em Luxor e Assuã

 Visão geral

Continuemos essa viagem ao Egito Antigo nos templos do Egito Antigo, que eram um lugar de grande importância, pois serviam de lugar para o culto dos deuses, e eram geralmente construídos em lugares onde estes tinham influência. Neles, os egípcios faziam rituais e oferendas que acreditavam serem necessários para que os deuses sustentassem a ordem da natureza. Muitos desses rituais, realizados pelos sacerdotes, eram muito privados e não permitiam a participação da população. Ainda assim, egípcios de todas as classes sociais visitavam os templos. A maioria destes encontram-se em Luxor e Assuã. Luxor, um dia, foi Tebas, a capital do império, e toda grande cidade da época possuía templos, explicando assim o porquê da localização. Além de importância religiosa, os templos também exerciam importância política e admistrativa: os sacerdotes faziam parte da alta nobreza e a economia das cidades se beneficiava muito dos templos. Vamos conhecer um pouco dos principais templos que você deve incluir na sua viagem ao Egito Antigo:

Viagem ao Egito Antigo: Templo de Karnak

O Templo de Karnak na verdade é um complexo, de tão grande que é, e chegou a até 30 mil metros quadrados. Um dos fatos mais belos sobre esse templo é como ele foi trabalhado ao longo do tempo. Por cerca de 2 mil anos, faraós foram acrescentando trabalhos, fazendo modificações e embelezando o templo. São 10 pilones, lagos, pátios e uma Sala Hipóstila maravilhosa com 134 colunas gigantescas de 21 metros de altura e 4 metros de diâmetro, que serviam para sustentar o teto.

Viagem ao Egito Antigo: Templo de Luxor

O Templo de Luxor possui apenas um pilone e dois pátios grandes, separados por 14 colunas.  Apesar de bem menor que o Templo de Karnak, o Templo de Luxor tinha uma conexão muito forte com esse. Isso porque uma vez por ano acontecia o Festival de Opet, quando as divindades de Tebas eram levadas de Tebas num barco que saía de Karnak até Luxor. Há uma grande avenida de 2km conectando os dois. No passado, essa avenida era ladeada de esfinges. Hoje em dia ainda é possível ver algumas delas, porém muitas foram danificadas.

Viagem ao Egito Antigo: Templo de Abu Simbel

Apesar de ser um dos mais afastados e alguns turistas por isso não o incluirem no roteiro, é um dos que mais valem a pena ver. São na verdade dois templos: o Grande Templo, dedicado ao faraó Ramsés II; e templo menor, dedicado à deusa Hathor e à rainha Nefertari, sua esposa preferida. Um dos aspectos interessantes desse templo é que a rainha é representada no mesmo tamanho que o faraó, o que era incomum na época, e demonstra o grande amor e respeito que Ramsés II tinha por Nefertari.

Na década de 60, por conta da construção da barragem de Assuã, os templos ficariam submersos com a invasão das águas. Para evitar tal perda, um trabalho gigantesco foi executado, e os templos foram totalmente removidos para um lugar mais alto. É isso mesmo que você ouviu: toneladas e mais toneladas de pedra foram cortadas, desmontadas e remontadas exatamente como antes em um novo local.

Viagem ao Egito Antigo: Templo de Hatshepsut

Hatshepsut foi uma rainha-faraó que governou o Egito por 22 anos. Apesar da tentativa de apagá-la da história, seu  nome sobreviveu, e Templo de Hatshepsut é uma prova de toda a sua influência e poder. Para nossa sorte, ele está em excelente estado. Hatshepsut fez questão de encomendar um templo diferente, e o seu chama atenção por estar disposto em vários níveis, algo único em todo o Egito.

Viagem ao Egito Antigo: Templo de Kom Ombo

O mais interessante do Templo de Kom Ombo é que ele se trata na verdade de dois templos idênticos, construídos para cultuar os deuses Sobek e Hórus. Esse templo data de XV a.C., mas sua construção e restauração continuaram até a era ptolomaica.

Viagem ao Egito Antigo: Templo de Edfu

O Templo de Edfu é o templo mais bem-preservado no Egito, e é dedicado ao deus Hórus. É possível que sua boa preservação dê-se ao fato de que ele é um templo mais novo; foi construído na era ptolomaica e ficou pronto em 57 a. C..

Viagem ao Egito Antigo: Templo de Dendara

Esse templo é realmente uma obra-prima. Bem, todos os templos têm algo em particular que os destacam uns dos outros, e o Templo de Dendara destaca-se por ter um dos interiores mais belos: nos relevos e pinturas, é possível ver suas cores originais.

Viagem ao Egito Antigo: Templo de Philae

O Templo de Philae é dedicado à deusa Ísis, que é a deusa do amor. Esse templo é do período ptolomaico e é considerado o último refúgio do politeísmo no Egito, pois não muito tempo depois a religião passou a ser perseguida pelo cristianismo durante o Império Romano.

Viagem ao Egito Antigo: Templo de Esna

Outro templo construído no período ptolomaico foi o Templo de Esna, e possui uma estrutura semelhante aos templos de Dendara e Edfu. Muitas das inscrições nas paredes e relevos chamam a atenção por possuírem símbolos do zodíaco, assim como no Templo de Dendara. Infelizmente o templo é um tanto afastado e por isso muitos turistas acabam deixando-o de fora do seu roteiro.

Viagem ao Egito Antigo: o Vale dos Reis

Entre um templo e outro, você precisa visitar o Vale dos Reis. No novo império, as pirâmides caíram em desuso, e uma nova forma de sepultamento passou a ser adotada. Agora, os faraós eram sepultados em turmbas subterrâneas. O Vale dos Reis tornou-se um dos sites arqueológicos mais importantes do mundo. Lá foram enterrados dezenas de faraós, e até 2008, 65 tumbas foram descobertas. Apesar disso, muitas foram saqueadas em séculos passados e por isso estavam vazias. Por isso, foi uma grande surpresa ao descobrir a Tumba de Tutancâmon intacta. Das descoberrtas, sua múmia é a única que ainda permanece no local.

Conclusão

Ah, como é bom conhecer novas culturas! Uma viagem ao Egito Antigo, principalmente pelos templos em Luxor e Assuã, pede um cruzeiro pelo rio Nilo para ficar ainda mais completa, já que era assim que os antigos egípcios se transportavam. Além da questão histórica, visitar esses templos de navio realmente é a melhor e mais escolhida opção entre visitantes. Os nossos pacotes para o Egito incluem diversas combinações para esses pontos turísticos, pirâmides e muito mais. Verifique o seu preferido e entre em contato com a gente se tiver quaisquer dúvidas. Vamos tornar as suas férias no Egito perfeitas!

Top 9 pacotes para o Egito